‘Tenho muitos momentos emocionantes na minha carreira’, diz Érika Martins ao lançar primeiro CD solo junto a compilação de sucessos

Posted by Chris Fuscaldo Category: Entrevistas Tag:
Foto de Léo Azevedo

Foto de Léo Azevedo

Logo depois de lançar em 2009 seu primeiro disco solo depois de mais de dez anos de carreira, a ex-vocalista da banda Penélope Érika Martins teve sua carreira compilada no álbum “Curriculum”, que traz canções que alçaram a cantora à fama, como “A mais pedida”, que cantava com Raimundos no início do século XXI (veja o MySpace dela). Produzido por Carlos Eduardo Miranda, o CD de estreia trouxe canções inéditas, como “Sacarina”, que ganhou um clipe dirigido pelo lendário fotógrafo Rui Mendes, e “Lento”, que teve participação da cantora mexicana Julieta Venegas (o clipe traz também seu marido, Gabriel Thomaz, vocalista da banda Autoramas). “Curriculum” reúne sucessos da Penélope, como “Holiday” e “Namorinho de portão”, e parcerias da cantora com nomes como Herbert Vianna, Samuel Rosa, sua ex banda Telecats e a atual Lafayette & Os Tremendões, com quem continua fazendo shows pelo Brasil. Ah… Érika Martins continua à frente do karaokê de rock “Chuveiro in Concert”, um projeto super divertido que rola de vez quando nas noites do Rio.

Leia entrevista do GarotaFM com Érika Martins:

GarotaFM: De tudo o que você viveu na música, tem alguma fase que destaca como a melhor?

Érika Martins: Tenho muitos momentos emocionantes na minha carreira. As parcerias com outros artistas, por exemplo, são sempre profícuas e divertidas. Posso dizer que a mais recente, e que mexeu bastante comigo, foi o dueto com o Erasmo Carlos no VMB.

GFM: Tem algo ou alguém de que(m) tem saudade?

EM: Sim. Sinto muita saudade do Tom Capone. Ele era muito família pra mim e era incrível trabalhar com ele, que me entendia artísticamente extremamente bem. Um grande gênio!

GFM: Qual foi a sensação ao encarar de novo as músicas que te alçaram à fama tanto tempo depois?

EM: Muitas delas eu não escutava há bastante tempo e adorei! É muito claro como a minha voz foi evoluindo e amadurecendo com o tempo. O “Curriculum” é realmente um resumo da minha carreira e tem várias músicas que estavam escondidas em discos de outros artistas, a compilação possibilitou trazer tudo isso à tona.

GFM: Como foi o processo de seleção das canções?

EM: Foi muito fácil. Mandei uma lista pro Marcelo Fróes, com todas as parcerias e as da Penélope que são mais emblemáticas, que eu achava que tinham que estar no disco. Adicionamos também as últimas gravações minhas (Tributo ao Álbum Branco, Beatles 69) e ele sugeriu uma inédita que adorei fazer, “Waiting For My Song”.

GFM: Ficou de fora muita coisa que você queria colocar?

EM: Não, entrou tudo!!!

GFM: Fale sobre os parceiros. Qual foi o primeiro artista com quem gravou e como foi?

EM: A primeira gravação com outro artista foi em “A Mais Pedida” com os Raimundos. A música foi um sucesso, era a mais tocada nas rádios e o clipe passava o tempo inteiro nos canais de música. Foi super importante pro início da Penélope, porque chamou a atenção pra banda – as pessoas tinham curiosidade de saber quem era a garota que cantava com eles.

Depois gravei pro disco solo do Herbert Vianna “Inbetween Days” e ela toca muito até hoje nas rádios. É uma que não posso tirar nunca do meu repertório, as pessoas pedem o tempo todo no show.

GFM: “A mais pedida” foi um estouro na época. Quais lembranças você tem de sua amizade com Rodolfo? Sente falta dele como eu sinto como fã (aquele Rodolfo do Raimundos)?

EM: Eu não tenho este apego saudosista. Acredito muito que a vida é feita de ciclos e aproveito sempre ao máximo os momentos.  Acho que o Raimundos cumpriu super bem o papel com ele nos vocais, mas continua sendo uma grande banda. Participei de dois shows com eles há uns meses (Tributo ao Tom Capone em Brasília e no Vivo Rio) e foi sensacional, o público vai a loucura!

O Rodolfo é um cara muito legal, mas não tenho mais nenhum contato com ele. Espero que ele esteja feliz com o caminho que escolheu, isso é o mais importante.

GFM: Fale o que lembra da gravação com Herbet Vianna e com Arnaldo Antunes, provavelmente dois ídolos de sua geração.

EM: Sim, são grandes artistas e sempre admirei o trabalho deles. A gravação com o Herbert foi acompanhada de outra coisa importante pra mim,  foi a primeira vez que trabalhei com o Liminha – de quem sou uma grande admiradora também.

A música com o Arnaldo foi de um disco super divertido, só de canções infantis,  e gravamos o “Superfantástico”. O encarte é fofo, só com fotos dos artistas quando eram crianças.

GFM: O CD traz Tremendões e também a participação de Wanderléa. O que a Jovem Guarda sempre significou ou passou a significar para você?

EM: A minha irmã mais velha escutava muito em casa todos os artistas da Jovem Guarda. Cresci ouvindo as cantoras da época: Wanderléa, Lílian, Silvinha, Waldirene… e achava super natural cantar as músicas delas – minha voz sempre foi mais agudinha! Elas são uma grande influência pra mim até hoje.

GFM: Fale um pouco sobre seu disco recém-lançado (ótimo!) e os planos para a carreira daqui pra frente.

EM: Tô viajando o Brasil com o show de lançamento do meu primeiro solo (lançado em outubro de 2009) e o “Curriculum”. O show conta a minha história, tem as participações, as novas e um pouco do “Lafayette & os Tremendões” também ecoando.

Gravei há poucas semanas uma música com um produtor francês que era da banda Mademoiselle e  vamos lançar em breve.  Estou selecionando e compondo pro próximo disco – que pretendo gravar a partir do DVD, viajando também com o Lafayette & os Tremendões, discotecando pelo Brasil afora e fazendo o projeto “Chuveiro in Concert” em eventos corporativos. Ufa!!! (risos)

Quer ficar sempre informado do que está rolando no blog? Siga o GarotaFM no Twitter: http://twitter.com/GarotaFM


4 thoughts on “‘Tenho muitos momentos emocionantes na minha carreira’, diz Érika Martins ao lançar primeiro CD solo junto a compilação de sucessos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>