Fuzzcas lança primeiro álbum cheio de boas influências

Posted by Chris Fuscaldo Category: Entrevistas

Carol Lima
Instrumentos: voz, brinquedos, escaleta, gaita, ukulele. Sua faculdade foi a música na estrada. Nascida no Rio de Janeiro, formou a banda em 2006, quando começou a compor suas próprias canções. Suas principais influências são Rita Lee, Beatles, The Who, Rolling Stones e Mutantes.

Leandro Souto Maior
Instrumentos: guitarra e violão. Discípulo do mestre Paulinho Guitarra (Tim Maia Racional), é jornalista e beatlemaníaco também. Carioca, de Botafogo, é fã de Jimi Hendrix, Jimmy Page e Sérgio Dias.

Fabiano Parracho
Instrumentos: baixo e voz (para reforçar os vocais).  Baiano, toca guitarra/violão desde os 12, sabe ler e escrever em português e fala palavrão. Suas principais Influências são Beatles, The Doors, Secos e Molhados, Caetano Veloso, Novos Baianos e Raul Seixas.

Lucas Leão
Instrumentos: bateria e voz (para fazer vocal de apoio). Estou na Escola do Rock. Carioca, aprendeu a “roquear” com John Bonham, Keith Moon e Mitch Mitchel.

Fuzzcas por Felipe O Neill“Muito prazer, somos o Fuzzcas”, deveriam dizer eles àqueles que não acompanharam sua trajetória desde o início. Eu, que conheço essa turma desde 2006, estou aqui para fazer esse papel de intermediadora. Por que especificamente hoje? Porque eu estava fora do país desde novembro e, ao pisar de novo na minha casa, encontrei um envelope. Dentro dele, estava “Feliz Dia de Hoje”. Soube, então, que Carol, Leandro, Fabiano e Lucas acabaram de gravar seu primeiro álbum, com direito a produção e mixagem de, respectivamente, Pedro Dias e Luiz Lopez, os irmãos fundadores da extinta (infelizmente) banda Filhos da Judith. E, nesta sexta-feira (24/01), às 21h, eles estarão no palco do Studio RJ para celebrar esse momento e mostrar o ótimo repertório aos velhos amigos e aos novos curiosos. Dito isto, volte ao currículo dos moços! Com tantas boas influências, é preciso dizer mais alguma coisa? Melhor ir até lá!

Leia, abaixo, uma entrevista com Carol Lima:

Qual foi (ou quais foram) a principal inspiração para a composição das canções desse disco?

A principal inspiração pra esse álbum foi a necessidade de mostrar aos ouvintes o contrário do que esses programas que fabricam desgraças na TV mostram diariamente. Queremos mostrar que você pode fazer a sua vida ser melhor e que isso depende apenas de você, começando por como você encara o seu dia, desde a hora em que ele começa até o momento de se deitar.

Quais músicos e/ou bandas inspiraram você e a banda na composição e na execução das canções desse disco?

Rita Lee & Tutti-Frutti, “Smile” de Charles Chaplin, Ronnie Von na sua época psicodélica… “O ontem não existe, no amanhã depois eu penso, o hoje é tudo, enfim” é um trecho da música “Chega De Tudo”! E outros artistas que estão enraizados na cultura musical de cada membro da banda.

De quem são os arranjos?

Fuzzcas, Pedro Dias, que produziu, e Luiz Lopez, que mixou o álbum.

Conte como foi a pré e a produção do álbum.

Foi um processo bem lento e bem pensado. Limpamos alguns excessos e, na medida em que as músicas foram surgindo, elas foram tomando a forma do conceito do álbum. A pré durou alguns meses e, quando entramos no estúdio, o processo de gravação foi bem objetivo. Já sabíamos o que queríamos. Tivemos a participação de Marlon Sette nos trombones, grande músico que já acompanhou Vanessa da Mata, Jorge Ben e Orquestra Imperial.

Quais foram as principais conquistas da banda nos últimos anos?

Já passamos por muita coisa, passeando por gravação de EP, participação em festivais… Mas o nosso melhor momento é o agora. O nosso feliz dia é o de hoje.

O que esperar do show de sexta? Fale do repertório, das releituras, do figurino, do cenário (se houver) e da expectativa de vocês.

O cenário está bem bonito, preparamos várias surpresas. O repertório é composto por músicas do “Feliz Dia De Hoje” e por músicas do nosso EP, além de releituras dos reis Belchior e Michael Jackson e da rainha Yoko Ono. Queremos dizer Carpe Diem! para as pessoas na sexta-feira. Também espero que as vestimentas não descosturem durante o espetáculo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>