A terra dos Manfredini, onde Renato Russo passou

Quem leu o Discobiografia Legionária (saiba mais), lembra do capítulo sobre Equilíbrio distante, o segundo álbum solo de Renato Russo, no qual ele gravou só músicas italianas. Na semana passada, em uma passagem pela Itália, visitei Sesto Cremonese, uma espécie de distrito de Sesto ed Uniti, que é um município de Cremona. A região fica a pouco mais de uma hora de Milão (região Lombardia) e o vocalista da Legião Urbana esteve lá em 1995 para procurar os documentos de seus antepassados, com o intuito de solicitar sua cidadania italiana. Com informações dadas pela assessora de imprensa Gilda Mattoso, que o acompanhou naquela viagem, cheguei à Igreja da qual ele acessou o arquivo paroquial.

Para quem não leu, segue trecho do livro, lançado em 2016:

Na pequena Sesto ed Uniti, comuna italiana que fica na província de Cremona, a aproximadamente 80km de Milão, Gilda teve que conter a insatisfação de Renato ao saber que seus antepassados, os Manfredini, eram camponeses, e não nobres italianos como ele imaginava. Para isso, a assessora contou a ele que aquela era a terra dos violinos Stradivarius. Pelo menos Renato saiu de lá feliz portando o documento que permitiria que tanto seu pai quanto ele entrassem com o pedido de cidadania italiana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>