Curta-metragem ‘S.O.S – Balas Perdidas’ nunca fez tanto sentido no Rio

Posted by Chris Fuscaldo Category: Dia a Dia Tag:

Em 2004, quando fui convidada por Luciano Dias para atuar em seu curta-metragem S.O.S – Balas Perdidas, fazendo o papel da Governadora  do Estado alvejada por um projétil de origem desconhecida, sabia que o tema era uma realidade no Rio de Janeiro. Mas o filme do jornalista e cineasta nunca fez tanto sentido quanto hoje, 22 de setembro de 2017 (sexta-feira), dia em que a cidade do Rio está em guerra, com ruas fechadas, tiroteiros nos bairros vizinhos da Rocinha e muito pânico por parte dos moradores. Muito triste… Temos que rezar, orar, torcer e trabalhar para mudar essa realidade! A luta continua “hasta la victoria”!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>