Carinhoso, Lenine canta sucessos e leva surround a show

Não me canso de escrever sobre Lenine… Já é a terceira vez que assisto a um show da turnê Carbono em 2015 e só não falei aqui sobre o que ele apresentou no Rock in Rio para poder dar espaço a outros artistas. Mas passou o festival e eu fiquei cheia de vontade de ressaltar uma coisa linda que vi no Palco Sunset: durante o espetáculo, um telão com os nomes das músicas e de seus respectivos autores mostrava um respeito enorme do artista com seus parceiros e uma preocupação em levar não só entretenimento a seu público como também um pouco mais de conhecimento sobre a história da música. “Salve, Lenine!”, gritei mil vezes. E acho que falei a seu filho, com quem troquei uma ideia na plateia naquele dia, e à assessora de imprensa, que sempre faz questão de me atualizar sobre tudo o que seu cliente faz.

Nesta sexta-feira (18/12), no palco do Circo Voador, voltei a vibrar com o repertório do último disco de Lenine – também chamado Carbono e com o carinho do pernambucano com seus fãs.

“O último filho a gente fica paparicando. Para vocês terem noção, estão de fora do repertório RelampianoPaciênciaHoje Eu Quero Sair Só“, avisou. Diante de um longo “ahhhhhhh” e, claro, mostrando que era só uma brincadeira para testar a galera que vinha respeitando muito as músicas novas (e por isso desconhecidas) do set list, Lenine apresentou as três no formato voz e violão. Fora essas, entraram no repertório canções dos álbuns ChãoLabiata.

Lenine em foto de Felipe Diniz (Reprodução de Facebook)

Foto de Felipe Diniz (Reprodução de Facebook)

A tridimensionalidade proposta pelo músico e por sua equipe de som para esta turnê pode não ter sido notada a “ouvidos nus”, mas quem tem alguma sensibilidade para identificar texturas percebeu uma preocupação com a fidelidade à proposta. As caixas de som grudadas à estrutura da arquibancada do Circo Voador provavam que o surround estava lá para preencher cada espaço vazio.

Não cabe aqui destrinchar música por música, já cobri o show de lançamento da turnê, em junho, mas ressaltar que não enjoo de ver Lenine ao vivo. E sempre saio com a sensação de que ele faz história o tempo todo. Aproveito para agradecer muito à equipe que o acompanha por sempre lembrar que o GarotaFM é um espaço dele também, assim como de muitos músicos brasileiros.

  • Foto: Reprodução retirada da página oficial de Lenine no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>