Suricato foi a maior surpresa do último dia de Rock in Rio

Último dia de Rock in Rio 2015. A promessa era o espetáculo de Kate Perry para os menores de 25 anos ou o do A-Ha para os maiores de 35. E de fato ambos, no Palco Mundo, superaram as expectativas de quem se despencou até a Cidade do Rock para satisfazer o desejo de chegar pelo menos um pouquinho perto de seus ídolos. Mas a surpresa maior do domingo (27/09) aconteceu no Sunset quando a Suricato deu início ao seu show. O que aconteceu às 15h30 não foi visto em nenhum outro dia do festival: a banda levou muitos fãs e todos cantaram tudo junto. Sorte do convidado que dividiu o palco com a galera finalista da primeira edição do Superstar, reality show da TV Globo. Guitarrista e compositor do Novo México muito interessante, porém pouco conhecido por aqui, Raul Midón foi correspondido pela plateia tanto porque tem um talento indiscutível quanto porque estava muito bem-acompanhado de Rodrigo Suricato (voz e cordas), Guilherme Schwab (voz e cordas), Raphael Romano (baixo) e Pompeo Pelosi (bateria e percussão).

Guilherme Schwab e seu didjeridoo em foto de divulgação do Rock in Rio

Guilherme Schwab e seu didjeridoo em foto de divulgação do Rock in Rio

Eu Não Amo Todo Dia e Bom Começo, do Suricato, e Don’t Hesitate e Don’ Take It Away, de Midón, foram algumas das músicas que iniciaram o show. Nessa última, o artista norte-americano tocou violão com a mão esquerda e bongô com a direita, mostrando seu talento como multi-instrumentista. Os instrumentos, aliás, foram as estrelas do encontro.

O ponto alto foi quando, após dar um descanso para o vocalista e cantar o sucesso de Gilberto Gil Palco, Guilherme Schwab se dividiu entre uma guitarra havaiana e seu didjeridoo (instrumento australiano de sopro) e fez uma linda versão instrumental de Asa Branca. Se o músico havia mostrado seu braço arrepiado aos colegas no fundo do palco quando Midón tocou sozinho no palco, agora eram os braços de pessoas da plateia que estavam cheios de bolinhas.

“A gente está representando a ponta do iceberg de uma geração”, declarou Rodrigo Suricato antes de a banda disparar Pro Dia Nascer Feliz, uma homenagem ao aniversário de 30 anos do Rock in Rio que fizeram com direito à telão com fotografias de todas as épocas do festival. No final, Raphael Romano levantou uma bandeira do Brasil com a hashtag #voltabarão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>