Com Glen Matlock, Brothers of Brazil detonam partidos no RIR

No mesmo sábado (26/09) em que a Senadora Marta Suplicy oficializou a sua filiação ao PMDB depois de 33 anos no PT, seus dois filhos músicos, João Suplicy (violão com efeitos de guitarra e voz) e Supla (bateria e voz), ou melhor, os Brothers Of Brazil cantaram o que acham sobre todos os partidos no Palco Sunset do Rock in Rio:

Tem o PT, PSDB, PMDB e o DEM
O PTB, o PSB, PR e sei lá mais quem

Vai se f***, vai se f***
Vai se f***, vai se f***

“Vocês estão satisfeitos com os partidos políticos? Tome vergonha na cara quem tá roubando aí!”, gritou Supla antes de começar  Tudo Pelo Poder.

Glen Matlock com Supla / Foto de divulgação do Rock in Rio

Glen Matlock com Supla / Foto de divulgação do Rock in Rio

Antes do momento “anarquista”, o Brothers Of Brazil mesclou músicas em português (A Vida Num Segundo) e em inglês (Never Let You Go e o clássico de John Lennon Imagine). Depois, vieram mais quatro números até a entrada de Glen Matlock, baixista que fez parte da formação original do Sex Pistols, saiu da banda de punk rock em 1976 e voltou em 1996.

Na plateia, estava Eduardo Suplicy, pai dos Brothers Of Brazil, ex-Senador e roqueiro assumido. No palco, o som de João e Supla foi reforçado com o baixo de Glen. O trio apresentou alguns dos sucessos dos Pistols compostos pelo britânico: God Save The QueenPretty Vacant Stepping Stone. O grande hit de Supla, composto para a alemã Nina Hagen na época em que eles viveram um romance – logo após a participação dela no Rock in Rio de 1985 – Garota de Berlim ganhou força com a voz de Glen.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>