Adam Lambert surpreendeu fãs do Queen no Rock in Rio

Os fãs do Queen chegaram apreensivos à Cidade do Rock nesta sexta-feira (18/09). Na plateia, muitos diziam que estavam ali só por Brian May e Roger Taylor. Outros resmungavam que o tal Adam Lambert nunca substituiria Freddie Mercury, e até chamavam o cantor de Gusttavo Lima… Mas pouco a pouco, na medida em que o show de encerramento da noite de abertura do Rock in Rio foi rolando, as caras foram mudando e as opiniões se disseminando a favor do convidado dos veteranos guitarrista e baterista da lendária banda britânica.

Convidado a participar do projeto após perder o primeiro lugar na disputa do American Idol de 2009, mas mostrar seu potencial já na primeira audição ao interpretar uma canção do Queen (Bohemian Rhapsody), Adam Lambert provou que é um grande artista. Primeiro, ao destilar sua potência vocal em canções como Don’t Stop Me Now e I Want to Break Free e, depois, ao transmitir sua humildade celebrando Mercury e perguntando quem ajudaria ele a encontrar um amor. A piada, claro, foi para introduzir uma das músicas do repertório, Somebody to Love. As trocas de roupa (uma mais chamativa que a outra), os rebolados e as poses (a melhor foi aquela em que se abanou com um leque, deitado em um divã roxo) agradaram a plateia e até fizeram lembrar as firulas de Freddie no palco.

Queen no Rock in Rio

Brian e Roger / Foto de divulgação do Rock in Rio

Brian e Roger estavam visivelmente sensibilizados. Durante todo o show, eles não pouparam energia, demonstrando total satisfação por estar de novo no mesmo Palco Mundo depois de 30 anos. Repetindo o emocionante número protagonizado por Freddie Mercury junto à plateia, Brian tocou Love Of My Life ao violão e deixou que as pessoas cantassem, como Freddie fez no Rock in Rio de 1985. As imagens do vocalista exibidas no telão durante Bohemian Rhapsody – uma das mais esperadas – acompanharam o som da gravação original e arrancaram aplausos. Mas os músicos voltaram para apresentar parte da canção ao vivo. As partes mais cansativas ficaram por conta do interminável solo de guitarra de Brian e do longo duelo de bateria de Roger com seu filho, Rufus Tiger Taylor.

O bis com  We Will Rock You e We Are The Champions foi acertadíssimo e a selfie tirada por Brian durante o show – segundo ele, a maior de todas – ficará para sempre na memória da banda e de quem foi ao Rock in Rio conferir. No fim, todos entenderam que Adam Lambert não estava ali para imitar o ídolo, morto em 1991, mas para dar a oportunidade de os remanescentes do grupo poderem voltar a tocar clássicos adormecidos (e disponíveis somente em registros em discos e vídeos). E, claro, para permitir que os órfãos da boa música do Queen pudessem ter a chance de conferi-las em um magnífico espetáculo ao vivo.

Confira o repertório do show:

1- One Vision
2- Stone Cold Crazy
3- Another One Bites the Dust
4- Fat Bottomed Girls
5- In the Lap of the Gods… Revisited
6- Seven Seas of Rhye
7- Killer Queen
8- Don’t Stop Me Now
9- I Want to Break Free
10- Somebody to Love
11- Love of My Life
12- It’s a Kind Of Magic
13- Under Pressure
14- Save Me
15- Ghost Town
16- Who Wants to Live Forever
17- The Show Must Go On
18- I Want It All
19- Radio Ga Ga
20- Crazy Little Thing Called Love
21- Bohemian Rhapsody
22- We Will Rock You
23- We Are the Champions

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>