Festival Acústico MPB, da Rádio Brasileira: sucesso em voz e violão

Posted by Chris Fuscaldo Category: Shows e eventos Tag: ,

Alceu Valença no Festival Acústico MPBSe o violão é o melhor amigo do músico brasileiro, a música que nossos artistas fazem acompanhados apenas desse instrumento é a melhor amiga da plateia. Essa foi a conclusão a que se pôde chegar na última quinta-feira (26/03), durante as apresentações no Festival Acústico MPB, produzido pela Rádio Brasileira na Fundição Progresso. Serjão Loroza, Castello Branco, Alfredo Del-Penho, Nilze Carvalho, Mariana Volker, Lucy Alves, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Elba Ramalho, Sá & Guarabyra e Zeca Baleiro tocaram alguns de seus sucessos de forma intimista. Uns agradaram mais que os outros, mas todos foram muito bem recebidos por fãs dos diversos estilos levados ao palco da casa de shows da Lapa.

Alfredo Del-Penho e Nilze Carvalho no Festival Acústico MPB“Esse formato formou e embalou várias gerações musicalmente nas rodas de violão. O formato do Festival Acústico MPB surpreendeu até os próprios artistas numa casa para milhares de pessoas, como é a Fundição Progresso. Temos ouvido pessoalmente e nas nossas redes sociais pessoas dizendo frases como: ‘Foi o melhor show da minha vida!’ Concordo que foi histórico para a Rádio Brasileira e para a MPB, mesmo que a imprensa esteja mais interessada em outros gêneros por motivos mercadológicos, assim como acontece nas rádios FMs. A Rádio Brasileira esta aí para suprir essa demanda reprimida de tantos amantes da MPB”, afirma Adriano de Martini, um dos diretores da Rádio Brasileira.

Castello Branco no Festival Acústico MPBCom Crer-sendo e Castello Branco deu o pontapé inicial após a apresentação do mestre de cerimônia, Serjão Loroza. O sambista Alfredo Del-Penho tocou sozinho e acompanhou Nilze Carvalho, que saiu do palco convidando Mariana Volker a mostrar seu pop rock. Lucy Alves emocionou a plateia ao mostrar que, fora do formato enlatado do The Voice Brasil, ela também manda bem em canções difíceis como Disparada, um clássico de Geraldo Vandré e Theo de Barros. Alceu Valença foi um dos mais aplaudidos da noite, tocando Anunciação, La Belle de Jour e Morena Tropicana. Geraldo Azevedo apresentou sua parceria com Zé Ramalho e Renato Rocha Bicho de Sete Cabeças, mostrou clássicos como Dona da Minha Cabeça e Dia Branco e dividiu o microfone com Elba Ramalho em Táxi Lunar.

Elba Ramalho e Geraldo Azevedo no Festival Acústico MPBTambém ao violão, Elba interpretou Chão de Giz, Banho de Cheiro e A Vida do Viajante, de Luiz Gonzaga. Antes de ceder o palco a Sá & Guarabyra, cantou a à capela De Volta para o Aconchego, de Dominguinhos e Nando Cordel. A dupla do rock rural emocionou a plateia ao relembrar os hits Espanhola, Dona, Caçador de Mim e Sobradinho. Serjão Loroza cantou Mais Que Nada e convidou Zeca Baleiro para a última apresentação (Samba do Approach, Telegrama, Lenha, Bandeira, Quase Nada e Você abusou, de Antonio Carlos e Jocafi). O cantor entoou ainda Desacato, também da dupla que não pode comparecer ao festival devido a um problema de saúde de Jocafi, e encerrou sua participação com Heavy Metal Do Senhor. 

Serjão Loroza no Festival Acústico MPBA produção do evento foi baseada no retorno que a Rádio Brasileira, disponível na rede há cerca de seis meses,  tem dado a seus diretores, Adriano de Martini e Ricardo Moreira:

“A Rádio Brasileira tem como objetivo principal abrir espaço para artistas da MPB – os novos, os estabelecidos e os esquecidos pela mídia – e levá-los para o nosso ouvinte que conhece o gênero, ou que deseja conhecê-la. O formato de programação da rádio não tem intervalos comerciais nem o compromisso de execução obrigatória com músicas de trabalho. Temos programas especiais durante a programação: a Festa Tinindo Trincando nas noites de sábado; o Piquenique MPB, com músicas rurais, no domingo de manhã; e a Discoteca Brasileira, na noite de domingo, onde programamos um disco clássico da MPB na integra e na ordem original. A Rádio Brasileira é focada nos gêneros MPB, samba e bossa nova. A Rádio Brasileira esta na web porque, dessa forma, podemos chegar em todo mundo através de seus PCs, tablets ou celulares”, explica Ricardo Moreira, um dos diretores da rádio.

Lucy Alves no Festival Acústico MPBA Rádio Brasileira surgiu depois que Adriano e Ricardo, que trabalham com música brasileira desde a década de 80, viram em uma pesquisa do IBOPE que mais de 67% dos brasileiros gosta de ouvir MPB nas rádios, mas somente 3% da programação é voltada para o gênero e não há uma música dentre os maiores sucessos dos nossos artistas incluída na lista das 100 mais executadas no ano de acordo com pesquisa da Crowley (Crowley Broadcast Analysis do Brasil é uma empresa especializada em monitoração eletrônica de broadcast de áudio):

Zeca Baleiro no Festival Acústico MPB“Nosso grande incentivo para enfrentar esse desafio foi o apoio dos próprios artistas parceiros, como Alceu Valença, Zeca Baleiro, Moraes Moreira, Jorge Vercilo, Sá & Guarabyra, Elba Ramalho, Nando Reis, Zélia Duncan, Serjão Loroza, Nilze Carvalho Alfredo Del-Penho, entre outros.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>