Como se virar sem manicure no país vizinho

As argentinas de Rosário não têm o costume de fazer a unha em salão. Tentei dia desses e a “manicure” (na verdade, uma cabeleireira que improvisou a função na hora em que perguntei se havia manicure no local) não sabia usar alicate e, por não ter palito, pintou com aquele medinho de borrar as laterais. Putz, ficou horrível! Tirei o esmalte e improvisei eu mesma uma unha com esses confetes.

Tá cafona, mas pelo menos não passo esses três meses em branco… ou melhor, em cutícula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>