‘Los Angeles / Wild Gift’ reúne dois clássicos (1980 e 1981) da X em um

Posted by Carlos Dias Category: Colaborações

X no disco Los Angeles / Wild GiftLançado em 1988 pela gravadora Slash, o CD Los Angeles / Wild Gift reúne os dois primeiros (e melhores) LPs desta banda seminal do punk californiano, a X. Infelizmente, eles nunca tiveram a atenção devida do público para o seu som inteligente e bem-humorado.

Formada em 1977 pelo letrista e baixista John Doe e pela sua futura mulher e vocalista Exene Cervenka, que se conheceram num workshop de poesia em Venice, a X ainda contava com o veterano do rockabilly Billy Zoom na guitarra e com o DJ Bonebrake na bateria. Em pouco tempo, a banda ganhou popularidade na recém-nascida cena punk da sua Los Angeles natal. Descobertos por Ray Manzarek, ex-tecladista dos Doors, os músicos foram para o estúdio gravar seu primeiro LP, Los Angeles, produzido pelo próprio Manzarek.

Foi curioso que, em uma época onde punks e hippies estavam em lados opostos, a união do X com um ex-Doors fosse não só tolerada como também os elevasse à categoria de principal banda punk californiana.

1981 testemunhou o lançamento de Wild Gift, que mantinha a pegada punk rock de Los Angeles. Em 1982, o álbum Under the Big Black Sun marcou o início do que seria uma longa carreira misturando hard rock, country e folk. As letras também começaram a dividir espaço entre protesto e os assuntos do coração. Enquanto a banda alcançava audiências maiores, Doe e Cervenka iniciaram projetos no mundo artístico – ele como ator nos filmes Great Balls of Fire e Roadside Prophets e ela como poeta e artista de spoken-word, colaborando com Lydia Lunch e Wanda Coleman.

Em 1983, foi lançado More Fun In the New World. Ain’t Love Grand, de 1986, balançava para o hard rock. See How We Are, de 1987, foi o predecessor do excelente Live at the Whisky A Go-Go (1988). A banda nunca chegou a acabar oficialmente e, vez por outra, ainda tocam na California. Hey Zeus!, uma coleção de novas canções, de 1993, não faz jus à banda e figura apenas como curiosidade.

É possível ver o X ao vivo em três filmes: o documentário Punk The Decline of the Western Civilization, de Penelope Spheeris, Urgh! A Music War e um filme sobre a banda, The Unheard Music. Todos estão disponíveis no YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>