Mulheres do Brasil: Mart’Nália só compõe rodeada de amigos

Posted by Chris Fuscaldo Category: Trabalhos Tag:

Mart’nália nasceu no samba. Acompanhava o pai nas rodas de Vila Isabel ainda muito pequena e foi assim que se apaixonou pela música. Foi lá que aprendeu a sambar, cantar, tocar violão e pandeiro. E foi no palco com Martinho da Vila que aprendeu a ser uma das Mulheres do Brasil. É ela o destaque do último episódio da série produzida (com muito orgulho) por minha equipa da Plan Music e exibida pelo Canal Bis.

No ar nesta quarta-feira (12/11) – com reprises nas quintas (18h30), sextas (9h30), segundas (6h30) e terças-feiras (13h30) –Mart’Nália revela que se sente mais artista do que propriamente cantora e compositora, revela a dificuldade em carregar nas costas a responsabilidade de ser filha do Martinho da Vila e confessa que só consegue compor rodeada de amigos.

Mart'Nália no Mulheres do BrasilO programa mostra as histórias de algumas composições e fala do processo criativo da artista: Deu Ruim veio de uma gíria, que o Macaco Branco, percussionista da Vila Isabel, ensinou para a artista e que é muito falada pelos cariocas; Entretanto já tinha uma letra escrita pelo amigo cantor e compositor Mombaça, mas acabou sofrendo algumas modificações; Chega foi composta para um festival e acabou virando um grande sucesso; Pretinhosidade é uma música inspirada na relação do Mombaça com a cantora; Tava Por Aí surgiu da vontade de querer brincar com o ritmo suingado, falando de amor. A história é de uma paixão por uma paulista que “estava por aí olhando, sentindo…”.

Uma dos destaques é a irreverência de Mart’Nália durante a entrevista que rola entre uma canção e outra. Em certo momento, ela conta que se sente confortável na música: “Eu sou do tempo em que as mulheres já faziam música, então, para mim, é mais difícil por causa do meu pai, por causa de um histórico todo do que por causa das mulheres que já compunham.”

Mart'Nália no Mulheres do BrasilPara nos ajudar a construir uma narrativa sobre a criação da obra de cada “cantautora”, o programa traz personagens que viveram, conviveram ou vivenciaram alguma parte da história da artista. Neste episódio, Martinho da Vila fala sobre a filha: “A Tinália, desde pequena, tinha jeito para ser uma pessoa de destaque… Uma das artistas mais completas que nós temos no Brasil, ela é uma artista que dança, que canta, que toca e que faz de tudo.”

A série do Canal BIS continuará sendo exibida em horários alternativos. Antes de Mart’Nália, passaram pelo “divã” Ana Carolina, que participou do episódio de estreia, Pitty, Tulipa Ruiz, Zélia Duncan, Vanessa da Mata, Fernanda Takai, Joyce, Fernanda Abreu e Isabella Taviani. A produção é da Plan Music, com direção geral de Jorge Davidson, direção de vídeo de Bernardo Palmeiro, direção de fotografia de Pedro Paiva, roteiro e entrevistas de Christina Fuscaldo, produção de Bené Benevides e Lana Palmer e pesquisa de conteúdo de Carol Crispim.

 

One thought on “Mulheres do Brasil: Mart’Nália só compõe rodeada de amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>