Mulheres do Brasil: Isabella Taviani ainda se emociona com ‘Foto Polaroid’

Posted by Chris Fuscaldo Category: Trabalhos Tag:

Isabella Taviani veio de uma família musical. Suas referências vão de Maysa a Roberto Carlos, mas, influenciada pelo pai, ouviu muita música italiana, o que levou a se apaixonar pelo povo italiano e adotar o nome artístico Taviani. Neste episódio de Mulheres do Brasil, que vai ao ar no Canal Bis nesta quarta-feira (05/11) – com reprises nas quintas (18h30), sextas (9h30), segundas (6h30) e terças-feiras (13h30) – a cantora conta a sua trajetória como compositora e revela que começou a se sentir realmente autora de suas canções em 1998, quando começou a compor o repertório de seu primeiro CD.

A “cantautora” relembra a primeira composição que tocou no rádio, Foto Polaroid, música composta após o término de um relacionamento: Isabella conta se emociona até hoje quando canta a canção em seus shows pelo Brasil e revela sua preferência por letras que mexem em “sentimentos guardados”.

Diga Sim Para Mim foi uma música inspirada em um pedido de casamento que viu seu cunhado fazer a seu pai. Já a canção Meu Coração Não Quer Viver Batendo Devagar é eleita pela artista como uma de suas melhores canções: “é forte, viril”, recebe influências da música espanhola, com harmonias intensas e ritmo contagiante. Além de tudo isso, ainda fala de amor com doçura. Luxúria foi a sua primeira música feita por encomenda para a TV Globo, para a novela “Sete Pecados”. A artista a compôs em uma hora e meia e conseguiu romper uma barreira de escrever sobre um tema por encomenda.

Depois de 10 anos de carreira, a artista coleciona uma legião de fãs completamente apaixonados pelo seu trabalho e, acima de tudo, ela se sente mais completa, mais tranquila, mais confortável e preparada para esse momento de sua vida, o de consolidação de sua carreira.

O ponto alto do programa é quando ela fala do momento em que ela se sentiu compositora: “A composição entrou mais forte em 1998. Foi quando eu fiz o grande conteúdo do meu primeiro CD. A partir daí, eu comecei a acreditar que eu era realmente uma compositora. As pessoas relatavam isso, gostavam da minha música. A partir daí, comecei a perceber meu viés musical, a minha personalidade de interpretação, como cantora e, aí, comecei a entender um pouco mais da Isabella”.

No episódio Isabella Taviani, Zélia Duncan dá seu depoimento sobre a cantora: “A Isa tem uma coisa que eu admiro profundamente: ela não abre mão das coisas dela, ela é muito explícita artísticamente. E eu acho isso lindo, aqueles refrões que aquela plateia linda canta o tempo todo. Ela tem uma plateia muito apaixonada porque ela. É assim, ela faz as coisas com o coração. Ela é muito impulsiva. Ela tem uma espontaneidade para a compor e acredita no que ela está fazendo profundamente e isso é um grande mérito que ela tem… O maior trunfo da Isabella é a intuição. Ela é muito musical e tem esse negócio da autora que está muito acostumada a compor.”

A série do Canal BIS continuará sendo exibida em horários alternativos. Antes de Isabella e de Mart’Nália (estrela do próxima semana), passaram pelo “divã” Ana Carolina, que participou do episódio de estreia, Pitty, Tulipa Ruiz, Zélia Duncan, Vanessa da Mata, Fernanda Takai, Joyce e Fernanda Abreu. A produção é da Plan Music, com direção geral de Jorge Davidson, direção de vídeo de Bernardo Palmeiro, direção de fotografia de Pedro Paiva, roteiro e entrevistas de Christina Fuscaldo, produção de Bené Benevides e Lana Palmer e pesquisa de conteúdo de Carol Crispim.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>