‘Não ignoro a crítica’, diz Rogério Flausino durante reflexão sobre sua carreira

Posted by Chris Fuscaldo Category: Trabalhos Tag:

Matéria publicada na revista Megazine, d’O Globo, em 28/09/2010

‘Não ignoro a crítica’, diz Rogério Flausino durante reflexão sobre sua carreira

Christina Fuscaldo*

Flausino no Roxy Club / Lluis Miras

Flausino no Roxy Club / Lluis Miras

BUENOS AIRES – “Sou um soldado do Jota”. É isso que Rogério Flausino diz para ele mesmo quando o assunto carreira solo passa por sua cabeça. O vocalista do Jota Quest bateu um papo com a Megazine  sobre o momento que está vivendo e como encara as críticas hoje em dia. Confira!

O GLOBO: Por que essa vontade de recomeçar?

ROGÉRIO FLAUSINO:  A história do Jota no Brasil estava precisando de uma reflexão. O disco “La Plata” foi feito sem pensar no que iam achar. Um risco, né? Na Argentina, as pessoas não nos conhecem, não esperam nada da gente.

Você quer compor em espanhol?

ROGÉRIO: Já escrevi umas coisas. As divisões são diferentes, estou aprendendo.

Você já pensou em carreira solo?

ROGÉRIO: Pensar pode, né? Já tive vontade de fazer tributos a Cazuza, Tim Maia, Roberto Carlos e Legião Urbana. Mas precisaria de tempo e concentração. Sou um soldado do Jota e fico feliz porque nossa banda trabalha.

Dezessete anos depois, como vocês encaram a crítica?

ROGÉRIO:  Não a ignoro, ela nos ensina. Lidamos bem, hoje. A gente compõe de maneira simples de propósito. Muitos escrevem sem ouvir o disco inteiro. O importante é que continuamos aí.

*A repórter viajou a convite da Sony Music e do Instituto Nacional de Promoción Turística Argentino.

One thought on “‘Não ignoro a crítica’, diz Rogério Flausino durante reflexão sobre sua carreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>